Riqueza de cultura

Riqueza de cultura

Estação Literária de Cruz Alta inicia com exposição artística, bate-papo e lançamento de revista.

:

Antes mesmo de começar, a Estação Literária de Cruz Alta ganhou destaque por conta de sua programação diversificada. Logo no primeiro dia, duas atividades já aconteceram no Campus e na Casa de Cultura Justino Martins.
O Núcleo de Conexões Artístico-Culturais (Nucart) da Unicruz inaugurou na tarde de ontem (07) uma exposição temática: fotos e livros do escritor cruz-altense Erico Verissimo estão à mostra no subsolo da Biblioteca Visconde de Mauá, com entrada franca à comunidade.

Já à noite, o primeiro espaço para debates aconteceu na Casa de Cultura. Professores, estudantes e egressos do curso de Jornalismo da Unicruz participaram de uma roda de conversa sobre jornalismo literário, estilo presente especialmente em reportagens escritas que explora em sua narrativa a riqueza de detalhes. “Essa busca por ‘desengessar’ o texto jornalístico, e dar emoção ao texto dando ênfase a algum aspecto, pode humanizar a história que se está relatando, sem utilizar do sensacionalismo”, embasa a professora Veronice Mastella da Silva.

Ainda no Encontro de Jornalismo Literário, que chegou à segunda edição em 2017, houve o lançamento da Revista Sinédoque. O impresso experimental do curso de Jornalismo que contém textos redigidos por acadêmicos – alguns destes adeptos do flerte entre jornalismo e literatura, acabaram explorando o gênero em suas produções. “Eu quis falar sobre a cena independente de Cruz Alta e mostrar a importância de acompanhar e fugir desse discurso pronto”, conta o estudante Matheus Abreu, um dos colaboradores da Sinédoque.

A Estação Literária acontece até sábado (11) com encontros no Campus e no centro de Cruz Alta.

Fotos e informações: Agência Experimental de Comunicação/curso de Jornalismo da Unicruz

Quer receber as notícias no seu email, acesse aqui