Violência Doméstica

Violência Doméstica

Estudo mostra que durante a pandemia os casos de violência aumentaram

Cada vez mais é necessário debater e discutir as questões que permeiam a violência doméstica. A realidade que vivemos hoje não nos permite mais omissão diante da situação. Foi pensando em contribuir e conscientizar a população sobre o combate à violência doméstica que um grupo de cinco universitários do curso de Direito da Unicruz realizou um estudo abordando o tema no período de pandemia. Para copilar os dados, os acadêmicos trabalharam com informações dos anos de 2019 e 2020; e compararam os resultados entre os períodos. A investigação também recorreu à pesquisa bibliográfica com metodologia explicativa.

De acordo com o estudo, as medidas de distanciamento, adotadas devido à pandemia e que contribuem para redução do contágio da Covid-19, potencializaram os delitos praticados previstos na Lei Maria da Penha. Isso se dá pelo fato da convivência mais frequente de todas as pessoas em ambiente familiar.

O levantamento realizado junto à Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher de Cruz Alta/RS, mostrou que, no período de março a setembro de 2019, o número de ocorrências policiais registradas foi de 587, e o número de denúncias anônimas foi de 22. No mesmo período do ano de 2020, o número de ocorrências foi de 620, representando um aumento de 5% em relação ao ano anterior, enquanto o número de denúncias alcançou a alarmante marca de 70 casos, o que apresenta um acréscimo de 218% em relação ao mesmo período do ano anterior. O isolamento social imposto pela pandemia dificulta que a vítima de violência procure a Polícia, isso justifica o aumento de 5% no número de ocorrências registradas no ano de 2020.

O estudo feito foi orientado pelo docente do curso Rafael Vieira de Mello e foi apresentado na última edição do Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Quer receber as notícias no seu email, acesse aqui